Consumo | Que tal alugar ao invés de comprar?

O post de hoje é sobre uma tendência que vem crescendo no mercado e que pode ser uma alternativa mais sustentável na hora de adquirir um item.

Já pensou em alugar um objeto ao invés de comprá-lo?

Acredito que na época dos nossos avós ou bisavós era comum pegar emprestado uma escada, uma furadeira, um rechaut, uma caixa de som, etc. E não podemos esquecer daquela cena clássica de pedir uma xícara de açúcar para o vizinho quando queremos fazer uma receita e não temos todos os ingredientes.

mulher entregando uma panela para o seu vizinho na porta

Mas infelizmente essa realidade de troca entre vizinhos não é mais comum como antigamente. Dessa forma, cada dia mais vivemos isolados nos nossos espaços e dependemos menos das pessoas ao nosso redor. Hoje com apenas um clique, temos qualquer produto na porta da nossa casa.

Nossas casas mudaram

Relembrando as casas que morei quando criança e adolescente uma coisa me chamou atenção. À primeira vista, nós tínhamos contato com os vizinhos dos fundos. Mesmo quando morei em apartamento, a área de serviço tinha conexão com a área de serviço dos vizinhos. Agora quando visito minha vó vejo isso bem claramente.



Talvez ter os vizinhos tão próximos pode ser ruim na questão da privacidade. Porém, vejo essa proximidade um ponto positivo em relação à socialização.

Voltando para o exemplo da minha vó, na pandemia ela tem ficado boa parte do tempo sozinha e são os vizinhos que dão essa segurança psicológica e material a ela.

Quando estava estudando um pouco sobre Hygge e Lagom, os autores falaram sobre as moradias destes países (Dinamarca e Suécia) e como era importante para a o grau de felicidade essa rica interação entre vizinhos. Como resultado, essa interação permitia troca de favores e troca de materiais.

Entretanto, quando olho hoje as casas e apartamentos construídos mais recentemente, vejo que os vizinhos cada vez mais perderam a conexão. Cada um vive dentro do seu espaço abarrotado de coisas e sem existir troca. Muitas vezes só conhecemos os vizinhos no elevador ou por um bom dia na rua.

homem idoso olhando o acúmulo itens em casa
Será que precisamos acumular tanta coisa?

Nosso consumo mudou

Desde já é evidente que a nossa relação com o consumo também mudou com os anos. Hoje tudo é mais fácil adquirir. Assim, não precisamos sair do sofá para comprar uma geladeira. E não precisamos pegar um avião para comprar um produto da China ou de outra parte do mundo.

uma mão segurando o cartão de crédito e a outra mão segurando o celular.
A facilidade que às vezes nos engana.

A globalização e a tecnologia nos proporcionaram comprar qualquer coisa hoje. Seja uma coisa realmente útil para a nossa vida, seja uma coisa “disfarçada” de útil. Por fim, somos o tempo todo bombardeados com propagandas de itens que nem imaginávamos que precisaríamos.

E sabemos que muitas propagandas geram um desejo tão grande que acabamos cedendo a elas. Portanto, é aqui que chego no ponto principal do post de hoje.

Já pensou em alugar ao invés de comprar?

A princípio já estamos acostumados em alugar um apartamento, alugar um carro e alugar um quarto de hotel. Mas já se imaginou alugando uma furadeira? Alugando uma máquina de costura de alguém que mora próximo a você?

Alugar furadeira com brocas e máquina de costura
Temos muitos itens em casa e quase não usamos.

Eu particularmente na pandemia (2020) retomei alguns trabalhos manuais. E numa certa ocasião precisei de uma máquina de pregar botões, o chamado balancim. Como resultado, acabei comprando um. Mas não seria mais interessante alugar o balancim, já que o uso era para um período restrito?

Do mesmo modo isso acontece muito com a furadeira. Se você não tiver proximidade com seus vizinhos, certamente você vai comprar uma. E vai usar pouquíssimas vezes ao ano.

Mas por que alugar é melhor do que comprar?

Porque o consumo exagerado é um dos males da nossa sociedade e um fator de risco para o meio ambiente. Além disso, todo o material que compramos veio de algum recurso natural e causou algum impacto. 

A nossa população cresce sempre e as pessoas compram cada vez mais. Nesse sentido, não damos tempo da natureza recompor seus recursos. E nesse processo poluímos na extração, na fabricação, na entrega e no consumo. Por isso a conta não fecha e já estamos no cheque especial em relação ao meio ambiente.

mulher segurando cartão de crédito e sacola de compras com fundo representando impacto ambiental
Se você soubesse o impacto na natureza das coisas que compra, você preferiria alugar?

E se fosse possível ter um item sem precisar gerar mais impacto na confecção de um novo e mais lixo? Portanto é isso que o aluguel pode proporcionar. 

Vou dar um exemplo de aluguel que existe na Europa e que é considerado uma forma de economia mais sustentável:

A Carrier está parando de vender equipamentos de aquecimento e ar-condicionado para vender um serviço que oferece aos clientes as temperaturas internas que desejam. Desta forma, eles alugam e instalam os equipamentos e dão toda a assistência técnica. E ao receber de volta o produto, fazem o conserto, restauração e reciclagem.

A empresa Xerox também usa esse princípio. Da mesma forma, ela aluga as suas máquinas fotocopiadoras ao invés de vendê-las. Como resultado, isso faz com que estas empresas produzam máquinas mais eficientes e duradouras. O foco agora não é mais fazer o consumidor trocar de produto a cada coleção nova. É fazer com que sua necessidade real seja atendida.

Como incorporar o aluguel das coisas no nosso dia a dia?

Hoje felizmente temos a tecnologia a nosso favor. E com um simples clique podemos alugar algo de alguém que mora próximo de nós. 

Essa é a proposta do App Buyless. Ou seja, ele tem o objetivo de nos mostrar uma nova forma de consumir sem precisar comprar um produto novo e gerar impacto na natureza.

app buyless e suas configurações para alugar um item
Como é o layout e as funcionalidades do aplicativo Buyless.

Esse modelo de economia compartilhada/colaborativa é seguido também pelo Uber, Airbnb e CouchSurfing.

Particularmente, eu achei extraordinária a ideia. Dessa forma você pode alugar itens que possui em casa e ao mesmo tempo alugar itens de outras pessoas. O App é gratuito e após se cadastrar, você irá visualizar os itens para aluguel próximo a você. Por fim, toda a transação de aluguel poderá ser feita pelo próprio aplicativo.

O mundo cada vez mais está se modernizando e precisamos aproveitar as boas ideias que surgem. Assim facilitamos nossa vida, geramos economia e reduzimos o impacto ambiental.

Eu já me cadastrei no Buyless. E você?

Gostou da dica? Então compartilhe com seus amigos e não esquece de deixar o seu comentário :)

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Priscila Randow

Priscila Randow

Sou uma capixaba-sergipana Bióloga, Mestre e Doutoranda em Sustentabilidade, Personal Organizer e idealizadora do Blog Dica Organizada. Quando percebi que a natureza é perfeita por ser organizada encontrei meu nicho de atuação. Siga-me do Instagram: @dicaorganizada

Deixe seu comentário

8 respostas

  1. É fantástica esta ideia que vem crescendo. Recentemente eu aluguei equipamento para limpeza de sofá. Foi ótima experiência, pois não seria viável comprar, devido a qtidades de vezes que usaria, o alto custo e falta de espaço para guardá-lo.

    1. Maravilhoso Ivani! Isso mesmo! Tenho visto algumas pessoas fazendo o aluguel desse equipamento! Vale muito a pena! Espero que o aluguel vire uma tendência forte no Brasil porque é uma saída onde todos ganham!Bjs e obrigada pelo seu comentário!

  2. Amei essa conexão dos vizinhos. Conheciamos muito mais quem morava ao lado.
    Obrigada por compartilhar esse lindo texto.
    Bjo
    Fernanda Sampaio

    1. Obrigada você Fê pelo feedback! Aqui no meu condomínio eu até conheço algumas pessoas porque faço parte do conselho. Porém, hoje é estranho pedir algo ao vizinho. Você não se sente mais à vontade como antigamente. As relações entre as pessoas mudaram muito. Isso tanto para pessoas próximas, como para pessoas desconhecidas. Algumas comportamentos mudaram para melhor, outros para pior. E por isso achei a ideia do aluguel fantástica. Porque não precisa mexer na estrutura hoje das relações e todo mundo ganha. Bjs Fê! Saudades!

      1. PRISCILA, ESTA PROPOSTA É UMA INOVAÇÃO EXCELENTE PARA NÓS NÃO CONTINUAR MALTRATANDO A MÃE TERRA E DEIXARMOS UM MUNDO CINZA PARA AS PRÓXIMAS GERAÇÕES. PRECISAMOS POUPAR ENERGIAS. #EUAPROVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *