Categorizar para não pirar | Organizando sua mente

O post de hoje é sobre a relação existente entre categorizar e organizar a mente. Você tem os seus pertences categorizados em casa? E suas ideias, você categoriza elas?

Quem gosta de organização, certamente já ouviu falar do verbo “categorizar”.

Segundo o dicionário Houaiss, Categorizar é:

  • Ordenar
  • Classificar
  • Melhorar de qualidade.

Mas será que classificar faz com que o nosso pensamento seja melhor?

Relembrando minhas aulas na Faculdade

Quando estava na faculdade de Ciências Biológicas, de vez em quando me batia com a categorização.



Na Biologia a categorização era importante principalmente na classificação dos seres vivos. Quem lembra do REFICOFAGE (Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie)?

desenho com a categorização dos seres vivos
Categorizar é importante em qualquer área.

A categorização também estava presente na metodologia científica, que categorizava um trabalho em elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais. 

desenho com todas as categorias para construção de um TCC.
Imagina escrever um TCC sem organizar os pensamentos em categorias.

Ou seja, podemos ver que a categorização está presente em diversas disciplinas. E portanto, não poderíamos evoluir na ciência sem um pensamento e uma metodologia organizadas.

E hoje olhando com os olhos de um profissional de organização, vejo o esforço contínuo dos professores. Acima de tudo, eles fazem a gente enxergar a categorização como uma forma de facilitar o nosso entendimento e relembrar depois. E não como regras sem sentido.

Categorizar no dia a dia

Hoje com a nossa vida corrida, temos que dar conta de diversas coisas e situações. Como resultado, tem dias que parece que a nossa cabeça vai explodir!

E sem perceber, acabamos dando mais atenção ao trabalho do que a família. Esquecemos de cuidar da nossa autoestima e deixamos nossa casa um caos!

E onde a Categorização pode nos ajudar?

Vou relembrar novamente da minha faculdade. Tive em professor (in memoriam) que sempre falava para os alunos o seguinte:

“Pense sua vida como uma pizza. Escolha cada campo da sua vida um sabor. E saboreie cada pedaço como se fosse o último”. 

Essa passagem nunca esqueci. E depois disso que comecei a entender a importância de usar a categorização física e mental na minha vida.

Temos o campo do relacionamento, da família, do trabalho, da espiritualidade, do convívio social e etc. Precisamos pensar nessas categorias que fazem parte da nossa vida e saber dividir os pedaços para poder desfrutar eles com sabedoria.

E para você colocar a categorização no seu dia a dia, minha dica é: divida um problema ou um desafio em partes. Mesmo que esse problema seja aparentemente simples, dividir para depois categorizar pode ajudar.

Vou dar um exemplo dentro da nossa casa:

Uma gaveta bagunçada. Por onde começar?

gaveta com as roupas fitness bagunçadas.
Roupas fitness sem categorias.

Primeiramente, comece tirando tudo da gaveta e forme categorias. Coloque juntos os itens semelhantes. Por exemplo: blusa com blusa, short com short, calça com calça e assim por diante.

Depois coloque cada categoria separada uma da outra para você visualizar. Nesta hora você pode ter a ajuda dos organizadores. Por último, identifique a categoria para você lembrar. 

gaveta de roupas fitness categorizadas na colmeia organizadora.
Roupa fitness com categorias definidas e dentro de um organizador (colmeia).

Parece simples né? Mas muitas pessoas têm dificuldades de formar categorias. E quando conseguem, acontece uma transformação mental nelas e outras possibilidades de solução acabam aparecendo.

Categorizar para organizar a mente

Continuando o entendimento do verbo “Categorizar”, o livro Mente Organizada, coloca a seguinte função dessa ação:

Capa do livro mente organizada

Ajuda-nos a organizar o mundo físico objetivo, mas também organiza o mundo mental, o mundo interno, nas nossas cabeças, e, portanto, aquilo a que podemos prestar atenção e que podemos recordar. (Pág. 49)

Quando categorizamos, consequentemente damos foco para aquilo que interessa e deixamos visível o item para que possamos prestar atenção.

Isso eu consigo visualizar diariamente no meu trabalho. Quando chego na casa de uma cliente para organizar o guarda-roupa, ouço na maior parte das vezes:

  • “Não tenho roupa para vestir”.
  • “Quando acabar a organização vou ter que comprar algumas peças de roupa”.

Porém, quando acaba a organização, o discurso muda: “Não sabia que tinha tanta roupa”.

O que aconteceu aqui? Mágica? Não!

A formação de categorias fez com que a mente dela processasse tudo que ela tinha e conseguisse quantificar as categorias. Como resultado, ela conseguia distinguir se tinha muita calça, blusa, vestido e etc. Além disso, conseguia ver se investia mais em roupas neutras ou coloridas. 

Esse exemplo podemos transpor para todas as áreas da nossa casa. Como aquela gaveta da cozinha cheia de utensílios que não conseguimos distinguir o que tem. Quanto a despensa cheia de produtos misturados, onde muitos acabam vencendo sem ser utilizados.

Por último, você pode também usar a categorização para organizar coisas não físicas, como uma ideia, um processo. Uma técnica que utilizo e indico muito é o mapa mental.

Com o mesmo princípio de dar foco e deixar visível, essa técnica é poderosa e utilizo muito no meu trabalho ao formular cursos, palestras, ebooks, etc. Aqui no Blog tem um artigo maravilhoso falando sobre os mapas mentais.

Uma pausa para reflexão

Bom, espero que tenha compreendido um pouco sobre a importância de categorizar e como isso é importante para a organização da mente. E claro, para a organização das coisas.

Como resultado dessa reflexão, deixo uma frase que utilizo muito.

A organização física é um portal para a organização mental.

Você concorda com isso?

Grande beijo!

Gostou da dica? Então compartilhe com seus amigos e não esquece de deixar o seu comentário :)

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Priscila Randow

Priscila Randow

Sou uma capixaba-sergipana Bióloga, Mestre e Doutoranda em Sustentabilidade, Personal Organizer e idealizadora do Blog Dica Organizada. Quando percebi que a natureza é perfeita por ser organizada encontrei meu nicho de atuação. Siga-me do Instagram: @dicaorganizada

Deixe seu comentário

2 respostas

  1. Super concordo! E acredito que o oposto também aconteça, quando começamos a organizar a mente abrimos portas para a organização física. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer ter sua casa limpa sem stress?

Clique no botão abaixo e veja as dicas que separei pra você. Um infográfico completo e gratuito!